Informações sobre a Maçonaria em sintonia com a sociedade

POLÍTICA

MAÇONS CONTRA A MAÇONARIA

Perguntam se o senador Major Olímpio é membro da Maçonaria, tendo em vista o seu caráter armamentista e belicoso. Nós respondemos o seguinte:

O es­pí­ri­to da Ma­ço­na­ria é an­ta­gô­ni­co à guer­ra.
A sua ten­dên­cia con­sis­te em unir to­dos os ho­mens em uma só fra­ter­ni­da­de.
A Ma­ço­na­ria é a gran­de so­ci­e­da­de de paz no mun­do.
Quando um iniciado na Maçonaria tem ação contrária aos princípios maçônicos, a expressão utilizada entre os membros da Ordem, é que aquele cidadão é “um profano de avental”.
Quando o senador Major Olímpio diz que professores deveriam ter armas dentro da escola, ele está ferindo os princípios maçônicos que preconizam a Paz e a Harmonia entre os homens.
Portanto, o Major Olímpio é um maçom formal, ou seja, foi iniciado na Ordem Maçônica, mas não pratica os ensinamentos oferecidos por ela.

2 Comments

  1. Bruno

    Não julgues para não ser julgado.

  2. Cipriano de Oliveira

    Muitas atitudes políticas de certos Maçons explicam_se pelo controlo que a GLUI pretende exercer só re a Maçonaria
    Aos querer atribuir_se o papel de definidora das regras para “reconhecer,” impõe que se aceite e obedeça ao regime vigente, mesmo não “permitindo” que em Loja se fale de política
    Muitos aceitam, pensando ser um requisito para se ser “Maçon Regular”, qd não é senão uma herança de uma mentalidade imperial.
    Isso explica certas posições recentes de certa corrente maçónica brasileira, (e de outros países) manietada por essa fidelidade alheia da realidade em que se vive
    Sim, a Maçonaria começou como um “assunto” inglês e isso merece respeito mas não subserviência, contrária ao espírito de um Homem Livre e de bons costumes
    Como pode certa Maçonaria admitir regras uniformizantes se pretende que cada maçon construa o “seu” templo interior?!
    Por aí não vou!!!

Leave a Reply