Brigada com o pai, guru do bolsonarismo, Heloísa de Carvalho afirmou que comemorar a morte de qualquer pessoa é “atestado de total falta de humanidade”.

Por Leonardo Meireles, Metrópoles – Filha de Olavo de Carvalho, Heloísa de Carvalho lamentou nas redes sociais a morte do pai, deixou mensagens críticas ao escritor, mas também afirmou que “comemorar a morte de qualquer pessoa é assinar o atestado de total falta de humanidade”. Em uma das postagens, ela também pediu que Deus perdoasse todas as “maldades” que o pai cometeu.
Olavo de Carvalho morreu na noite desta segunda-feira (24/1), madrugada no horário brasileiro, em um hospital na região de Richmond, no estado norte-americano da Virgínia. Ele estava internado com problemas de saúde. Na nota do perfil do escritor, não há menção sobre a causa do falecimento dele. Entretanto, Olavo anunciou no último dia 16 que estava com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Leia a íntegra no Metrópoles..

Assine o 247apoie por Pixinscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: