Em alegações finais nas duas ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão, o vice disse ainda não ter qualquer envolvimento com bolsonaristas investigados no inquérito das fake news.

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que não aprovou a suposta contratação de empresas para disparo em massa de mensagens contra o PT durante a campanha eleitoral de 2018.

Nas alegações finais apresentadas ao TSE nas duas ações que pedem a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão por suposto abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação, o vice Hamilton Mourão disse também que não teve qualquer envolvimento com pessoas investigadas no inquérito das fake news.

Segundo o jornalista Igor Gadelha, do Metrópoles, Mourão disse ao TSE que “documentação sigilosa” compartilhada pelo STF mostra que o vice-presidente “não tem qualquer envolvimento com as pessoas investigadas” pelos dois inquéritos, “tão pouco com as condutas narradas” na denúncia de disparo de mensagens em massa.

Assine o 247apoie por Pixinscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Fonte: Brasil 247